imobilismo feliz…

Fio que apenas é fio. Triste tira que se desfia solitária e sem fim. Antes tecer que desmanchar, desfiar, arrancar o fio que nos mantém unidos. Impulso incontrolável e reflexivo, levado por cansanço ou diferente entusiasmo, que nos faz romper com a própria coisa que nos mantinha à tona. O que se obtém é uma tresmalhada manta de retalhos sem conserto. Estranho e caótico momento. Ou labirinto será? Depois tenta-se reconstruir algo novo, nunca o mesmo, nunca igual nem parecido. Fica o fio a lembrar-nos que algo existiu e passou. O que aí vem correrá sempre igual risco e destino. Desfiamos para tecer de novo na esperança de melhor… Tecer diferente. Talvez eternamente mantendo um imobilismo feliz.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s